É Pênalti!

4 12 2008

Se os Flamenguistas já reclamam do Simon em lances complicados, imagina o que eles fariam com esse juiz.

É só assistir abaixo!

Pênalti Claro! Claríssimo!

No iPod toca: Step by Step – New Kids on The Block

O tempo lá for a é de: friozinho pela noite.





Perdigão: joga bonito!

3 12 2008

O Corinthians após garantir o seu acesso à primeira divisão, começa agora a especular os possíveis dispensados de seu grupo.

 

E com um pouco de medinho, Perdigão, que é um dos possíveis novos desempregados, soltou em entrevista:

 

 “Se eu ficar, não vai ser porque sou bonitinho

 

Jura?

perdiga12 

A notícia completa você vê aqui!

 

Fui!

Amaral

 

No iPod toca: Wear You To The Ball – UB40

O tempo lá fora é de: era nublado, começou a abrir.





Ganhou? Agora é hora do 5×1!

24 11 2008

Enfiou as bolas na rede?

 

Agora é ver outras bolas entrando!

 

É só clicar:

Jogadores recebem filmes pornôs como prêmio por vitórias.

 

Só tem fera!

 

Fui!

Kid Bengala.

 

No iPod toca: Faroeste Caboclo – Legião Urbana

O tempo lá fora é de: bem nublado.





Penalty Sniper com Rogério Ceni

6 11 2008

Rogério Ceni, goleiro ídolo no São Paulo Futebol Clube é o garoto propaganda da nova linha de chuteiras da Penalty, a Penalty Sniper.

 

O filme? Você vê logo abaixo.

 

 

 

Ficha Técnica? É essa aqui:

 

Título: Treinamento
Duracão: 60, 30 e 5
Anunciante: Penalty
Produto: Linha Penalty Sniper
Agência: Z+ Comunicação
Direção de criação: Zezito Marques da Costa, Alan Strozenberg e Marcelo Arbex
Criação: Gilmar Pinna e Paulo Pejon
RTV: Sandra Freitas
Atendimento: Guilherme Vidal, Claudio Leal e Daniel Ostrowska
Produtora filme: Cine
Direção/filme: Clovis Mello
Direção de fotografia: Cláudio Leone
Finalização: Digital 21
Casting Especial: Rogério Ceni
Produtora/som: Panela
Fotos/Ilustrações: Felipe Hellmeinster, Kako e Zed
Art Buyer: Renata Nunes
Aprovação/Cliente: Roberto Estefano, Eduardo Ruschel e Leandro Ramiro

 

No iPod toca: Do The Evolution – Pearl Jam

O tempo lá fora é de: mormaço pós-chuva.





Barack Obina for President!

5 11 2008

Barack Obama?

No! No!

 

Barack Obina?

Yeah! Yeah!

 

obina1

 

obina2

 

Fui!

Sarah Palin

No iPod toca: Live Wire – AC/DC

O tempo lá fora é de: calor gostoso.





FootBallDerbies.com = Os maiores clássicos do futebol!

4 11 2008

Sou uma pessoa que se emociona com o esporte. Me emociono de verdade, com lágrimas pelo rosto.

 

Mas nada chega aos pés do futebol e aquilo que este esporte, que considero quase perfeito, provoca nas pessoas. Mas são nos clássicos que essas emoções mais aparecem. Afloram de verdade.

 

O que dizer de um Flamengo X Vasco no Maracanã? Ou então um Bahia X Vitória? Ou ultimamente, um São Paulo X Palmeiras? São muitos outros pelo Brasil afora, onde uma cidade praticamente se divide.

 

Então queridos leitores, imaginem a alegria que senti ao encontrar um site como o FootballDerbies.com, que é uma verdadeira enciclopédia de rivalidade, catalogando e dissecando os maiores clássicos do planeta futebol.

 

O site informa as datas, números, características das torcidas, estádios, calendário dos próximos jogos e fornece um ranking que posiciona as maiores rivalidades entre duas equipes.

 

Para eles, os dez maiores clássicos no mundo com a maior rivalidade são:

 

1-     Fenerbahce X Galatasaray (Turquia) – Nota 8,6

2-     Boca Juniors X River Plate (Argentina) – Nota 8,5

3-     Celtic X Rangers (Escócia) – Nota 8,3

4-     Olympiakos X Panathinaikos (Grécia) – Nota 8,2

5-     Estrela Vermelha X Partizan (Sérvia) – Nota 8,1

6-     Genoa X Sampdoria (Itália) – Nota 8,1

7-     Roma X Lazio (Itália) – Nota 8,0

8-     Benfica X Sporting (Portugal) – Nota 8,0

9-     Palmeiras X Corinthians (Brasil) –Nota 8,0

10- Wydad X Raja Casablanca (Marrocos) – Nota 7,9

 

Quer mais informações? Então cara, não perca mais tempo entre no Football Derbies. É só clicar e se deliciar: www.footballderbies.com

 

E você concorda com este ranking de clássicos? Faltou algum?

 

Até a próxima,

Dinei

 

No iPod toca: Quase que Dezoito – Nando Reis

O tempo lá fora é de: calor gostoso.





Enxame no Estádio

30 09 2008

Das coisas que eu nunca tinha visto na vida, essa é uma delas.

Em uma partida pela segunda divisão do campeonato Paraibano de futebol, um enxame de abelhas atrapalhou o andamento do certame.

 

E os pobres jogadores não tinham o que fazer, a não ser se deitarem no gramado e esperar as agulhas voadoras irem embora.

 

O problema foi resolvido.

Como?

Não me pergunte.

 

Veja o vídeo abaixo:

Abelhas em campo
Abelhas em campo

Valeu!

Jerry Seinfeld

 

No iPod toca: Breakfast at Tiffany’s – Deep Blue Something

O tempo lá fora é de: aquele frio chato.





Quem criou o Grito? Fla X Inter

3 03 2008

Desde o ano passado, assim acredito, uma onda com novos cânticos de torcida e formas de motivar o time vem se alastrando através de muitas torcidas de clubes brasileiros.

São gritos sem palavrões, fazendo juras de amor aos times de coração e sempre emocionando e arrepiando jogadores, torcedores e jornalistas. As torcidas que criaram os tais gritos, vem ganhando fama e mídia. E de uma forma bem saudável diga-se de passagem, sem violência, mortes e xingamentos.

Parece que as tão mal faladas e criticadas torcidas organizadas perceberam, de forma tardia infelizmente, que torcer de uma forma bem humorada e criativa trazem muito mais adeptos e colaboradores do que da antiga (??) forma. Afinal, cantar nas arquibancadas: “Mato um, mato cem” não é das melhores coisas a se fazer.

Quem sabe, essa nova onda não perdure e possa mudar a imagem tão suja que essas torcidas possuem. E não tenho dúvidas que essa pode ser uma nova tendência que só beneficiará o futebol brasileiro. É um jeito de torcer tão bacana, que todas as torcidas deveriam adotar.

Mas o post vem para falar uma polêmica que vem se criando nos últimos dias.

A torcida do Flamengo ganhou espaço em todos jornais televisivos com gritos sensacionais. São muitos, porém o mais famoso nos dias de hoje – ganhou até legenda na Rede Globo – é o baseado no Tema da Vitória, música que ficou famosa nas corridas de Fórmula 1, especificamente quando um brasileiro ganha a prova. Ayrton Senna era personagem cativo junto com a música.

Porém, os torcedores do Inter juram de pé junto que foram eles que criaram o grito, a letra e a idéia em utilizar a famosa melodia. E a discussão entre torcedores de ambas equipes vem gerando inúmeros comentários no YouTube e blogs diversos.

Mas afinal, quem foi o bem sucedido criador do grito baseado no Tema da Vitória? Os cariocas do Flamengo, que ganharam a autoria da televisão brasileira, ou os gaúchos do Inter, que dizem que gritavam a canção muito antes dos flamenguistas.

Veja abaixo as duas versões, a colorada e a rubro-negra e tirem suas próprias conclusões.

Inter:

Flamengo:

O fato é: que bom seria se todas as torcidas fossem assim!

Até a próxima,
Galvão Bueno

No iPod toca: Bondallica – Bonde do Rolê
O tempo lá fora é de: Manhã agradável.
O Mac não dá pau desde: 21/01 (41 dias)





O Beijo do Guti

19 02 2008

Que Richarlyson (ou Rick) que nada! O Gay (ou quase isso) do momento é o Guti, jogador do Real Madri da Espanha. O apoiador foi flagrado (Ok, Ok!) dando um belo beijo na boca de um esbelto rapaz na saída de um restaurante no Dia dos Namorados dos espanhóis.

O rápido Paparazzi conseguiu uma foto que está dando o que falar na Península Ibérica e adjacentes, chegando até aqui, no nosso Bravo Brasil. Parece que o jogador vai ter muito o que explicar.

Imagine se o Luxa ainda fosse técnico dos Merengues (ui!).

Confiram:
guti.jpg

Só me resta descobrir o que se trata “Piquito de Oro”.

Um beijo,

Vágner Love

No iPod toca: Uma Partida de Futebol – Skank
O tempo lá fora é de: Manhã Quente
O Mac não dá pau desde: 21/01 (29 dias)





Gol do André Catimba!

1 02 2008

Catimba

O Futebol nos proporciona momentos épicos, gloriosos, emocionantes e bizarros. E é sobre este último momento que irei dedicar este post.
O ano era 1977 e Grêmio e Internacional faziam a final do Gauchão daquele ano. Eis que em um momento decisivo, o atacante gremista André Catimba fez o gol decisivo do Gre-Nal e na hora da comemoração, o homem da frente tricolor quis também fazer bonito e…

Bom, confiram abaixo:

Pois é gente, não se faziam Alessandros Cambalhotas como atualmente.

Dica da Maria, a Palmeirense.

Ah, vocês podem também acessar o link abaixo e ler um artigo bem bacana do Eduardo Vieria da Costa na Folha Online, sobre as contusões inusitadas que acontecem no futebol:

http://www1.folha.uol.com.br/folha/colunas/regra10/ult3255u368727.shtml

Um beijo,
Obina.

No iPod toca: Vertigo – U2
O tempo lá fora é de: Manhã bem bonita pré-carnaval!
O Mac não dá pau desde: 21/01 (11 dias)





Bad Boys!

29 01 2008

O futebol brasileiro, devido as suas características monetárias e organizacionais deficitárias, possibilita que encontremos jogando pelos gramados esburacados do nosso Brasil jovens talentos de 18, 19 anos e craques em final de carreira, como o Edmundo. Encontramos também o Romário e Viola que já terminaram, mas ninguém fez o favor de avisar a eles.

E é com base em dois desses ilustres personagens que irei escrever este meu próximo post. Os bad boys Romário e Edmundo.

A dupla acima citada já nos proporcionou inúmeras manchetes escandalosas nos mais importantes jornais do país. E pintura no banheiro da boate, é acidente de carro, é soco no Paraguaio, é briga com torcedor e por aí vai. Exemplos não nos faltam.

Mas os dois, que foram dois exímios atacantes, já foram desafetos declarados. Brigaram em rede nacional, montaram a corte da discórdia do Vasco e muito mais. E para a vida nos pregar mais uma peça, hoje os dois se encontram novamente no mesmo time regido pelo Euricão: o Vasco da Gama.

Não estão mais brigados como antigamente, mas ainda um não janta na casa do outro e vira padrinho do filho do outro. E a situação atual ainda é mais curiosa porque o técnico da equipe é o próprio Romário, que junto a essa função acumula também, se assim desejar, a de Atacante da equipe. Já não demoro a pensar na possibilidade de: no banco, o “Professor” Romário, saca o Animal e coloca a si próprio no time titular.

Mas com todas as criticas feitas a ambos, sinto lhes dizer que iremos sentir falta da naturalidade que jogadores como esses dão entrevistas, aparecem na mídia e se relacionam com torcedores e repórteres. São eles, os raros exemplos de jogadores que fogem daquele terrível discurso padrão de jogador de futebol. Mas a culpa não é só dos praticantes profissionais do esporte bretão e sim também dos profissionais de jornalismo, que como os jogadores, repetem sempre a mesma coisa, mas em forma de perguntas:

– Como foi o jogo pra você Obina?
– Ah, foi bom. Seguimos o que o professor pediu, respeitamos o Atlético de Juiz de Fora que possui uma boa equipe e o importante é que conquistamos os três pontos.

Romário, Edmundo, Viola, Rogério Ceni, Vampeta, Betão, Fabio Costa, Vagner (volante), são alguns exemplos que me lembro de jogadores que dão entrevistas pra lá de interessantes. Iremos sentir falta deles, e principalmente dos polêmicos Bad Boys, os inesquecíveis jogadores de futevôlei que adoram praticar uma pelada no Maracanã.

E o gosto por essas figuras é tão intenso que virou até funk em tempos de Flamengo. Imperdível:

Valeu!
Roberto Dinamite

No iPod toca: Breaking the Girl – Red Hot Chili Peppers
O tempo lá fora é de: Chovendo pra caramba!





E aí? O Gol valeu?

11 01 2008

Depois da Marta, Kátia Cilene e outras grandes jogadoras de nosso Bravo Futebol Feminino, parece que a moda pegou lá fora, principalmente nos gramados europeus. E de uma forma bem mais simpática diga-se de passagem.

Agora amigo, é só correr pro abraço.

 No iPod toca: Conto de Fadas – Tianastácia
O tempo lá fora é de: Sol gostoso de tarde.





Soy loco por ti América!

20 12 2007

Libertadores

No dia de ontem foram sorteados os grupos para a Libertadores de 2008. Sendo assim, de forma despretensiosa irei analisá-los, um a um e classifica-los de acordo com uma simplória forma de notas criadas por mim. Segue:

# = Nível de dificuldade Baixo
## = Nível de dificuldade Regular
### = Nível de dificuldade Médio
#### = Nível de dificuldade Alto

Vamos lá!

Grupo 1 (###)
San Lorenzo – ARG
Real Potosí – BOL
Cruzeiro – BRA X Cerro Porteño – PAR
Caracas – VEN

Tarefa difícil para o Cruzeiro. Além de ter que passar logo na preliminar pelo Cerro Porteño do Paraguai, time extremamente tradicional, o Cruzeiro terá também que enfrentar o San Lorenzo, que apesar de nunca ter ganho uma Libertadores é Argentino e possui força.
Os outros dois que completam o grupo são: Real Potosí da Bolívia, que joga em uma altitude de, pasmem, 4.000 metros e deu canseira para os brasileiros na edição do ano passado e o Caracas, que é venezuelano e promete ser a baba do grupo, mas o futebol da Venezuela só vem crescendo.

Palpite Horrorshow:
1º San Lorenzo
2º Real Potosí
3º Cruzeiro
4º Caracas

Grupo 2 (##)
Estudiantes de La Plata – ARG
Danúbio – URU
Deportivo Cuenca – EQU
Lanús – ARG X Olmedo – EQU

Neste grupo podemos ter o encontro entre dois argentinos ou dois equatorianos, dependendo do resultado da preliminar entre Lanús e Olmedo. Os hermanos tem mais força, mas nunca foram muita coisa. O restante do grupo é formado pelo Deportivo Cuenca, que é um mistério, o Danúbio do Uruguai, que apesar de não possuir um nome tão assustador, promete jogos difíceis e o tradicionalíssimo Estudiantes, favorito total para o 1º lugar do grupo.

Palpite Horrorshow:
1º Estudiantes
2º Danúbio
3º Lanús
4º Deportivo Cuenca

Grupo 3 (###)
Boca Juniors – ARG
Colo Colo – CHI
Unión Maracaibo – VEN
México 3 X La Paz – BOL

Conto aqui com uma vitória fácil do candidato mexicano nº3 na preliminar. Com isso, o grupo ganha um aspecto bem disputado. Com o forte Boca Juniors, o tradicional Colo Colo e um Unión Maracaibo que vem marcando presença nas competições da Conmebol. Nenhum time encontrará tarefa fácil. Expectativa de bons jogos.

Palpite Horrorshow:
1º Boca Juniors
2º México 3
3º Colo Colo
4º Unión Maracaibo

Grupo 4 (##)
Flamengo – BRA
Nacional – URU
Coronel Bolognesi – PER
Cienciano – PER X Wanderes – URU

Neste grupo 4 nenhum dos times assusta muito. O Flamengo sai como favorito, seguido do Nacional do Uruguai, que já não é o mesmo de outros tempos, Cienciano do Peru, que aposto como ganhador da preliminar e o desconhecido Coronel Bolonhesa fazendo figuração, mostrando para o resto do continente de que cor é a sua camisa.

Palpite Horrorshow:
1º Flamengo
2º Nacional
3º Cienciano
4º Coronel Bolognesi

Grupo 5 (#)
River Plate – ARG
Chile 2
San Martin – PER
México 2

Bom, aqui temos dois principais favoritos para avançar à segunda fase: o enfraquecido River Plate e o mexicano nº2 que ainda será definido. Não acredito no time chileno ou em mais esse desconhecido time Peruano, o San Martin. Por hora: o que aconteceu com o Sporting Cristal e outras “potências” peruanas? Seguirão o rumo do Peñarol e Olímpia, que já não mandam em seus países?

Palpite Horrorshow:
1º México 2
2º River Plate
3º Chile 2
4º San Martin

Grupo 6 (###)
Santos – BRA
San José – BOL
Deportivo Cúcuta – COL
Chivas Guadalajara – MEX

Grupo complicado. O Chivas, além da viagem desgastante, tem sempre um bom time. O Cúcuta, semifinalista da edição de 2007, possui uma equipe forte e com certeza vai dar trabalho. O San José devia dar a número 10 para os quase 3.800 metros de altitude. E o Santos é sempre o Santos. Grupo difícil.

Palpite Horrorshow:
1º Santos
2º Deportivo Cúcuta
3º Chivas
4º San José

Grupo 7 (##)
São Paulo – BRA
Sportivo Luqueño – PAR
Nacional de Medellín – COL
Audax Italiano – CHI X Boyacá Chico – COL

Não acredito que o São Paulo irá encontrar muitas dificuldades neste grupo. O Sportivo Luqueño não deve fazer frente aos outros times, o Nacional de Medellín, complica, mas não assusta. E o vencedor de Audax e o desconhecido Boyacá Chico deve lutar, junto com o Nacional, pelo segundo lugar do grupo. Tarefa tranqüila para o Tricolor.

Palpite Horrorshow:
1º São Paulo
2º Nacional de Medellín
3º Audax Italiano
4º Sportivo Luqueño

Grupo 8 (####)
Fluminense – BRA
Libertad – PAR
LDU – EQU
Arsenal – ARG X Mineros – VEN

Com certeza o grupo mais difícil da Libertadores deste ano. O Fluminense vem se reforçando bem e aposta todas as fichas nessa competição. O Libertad já não é nenhuma surpresa e vem acumulando ótimas campanhas, fazendo frente para todos os times. O LDU é um time complicadíssimo de se enfrentar e geralmente complica jogando em casa e por fim o Arsenal (vai ganhar do Mineros), que é o atual campeão da Copa Sul-Americana. Parada duríssima para a equipe das Laranjeiras.

Palpite Horrorshow:
1º Fluminense
2º Libertad
3º Arsenal
4º LDU

Espero que tenham gostado. É o primeiro passo para essa que é uma das competições mais legais do mundo e se comparando com a Champions League, é até mais difícil de se ganhar. Respeitando as respectivas proporções é claro!
Entre os campeões. Aposto em algum dos brasileiros, Boca Juniors ou em algum mexicano. Se pintar surpresa, será ou um colombiano ou Paraguaio. O resto é resto.

Um beijo a todos,
Sandro Hiroshi

No iPod toca: Breakout – Foo Fighters
O tempo lá fora é de: Sol entre nuvens.





A Tragédia na Fonte Nova

27 11 2007

fontenova

Neste último fim de semana, o Campeão Brasileiro de 1988, o Bahia, conquistou o seu retorno à série B do Campeonato Brasileiro para o ano de 2008, exatos 20 anos após sua maior conquista. Com um empate em 0x0 contra o Vila Nova de Goiás, o tricolor baiano volta a 2ª divisão do considerado melhor futebol do planeta. 

Mas o que era pra ser um verdadeiro carnaval em Salvador, tornou-se um episódio dramático para todos aqueles que estavam comemorando no estádio inaugurado em 1951. Momentos após o final da partida – ou minutos antes disso, ninguém sabe ao certo precisar – uma pequena parte da arquibancada superior do estádio ruiu. Foi o suficiente para que dezenas de torcedores despencassem de uma altura que equivale a cinco andares. A queda resultou em 6 mortos imediatos e 1 a caminho do hospital, além de diversos feridos. 

E mais uma vez, como é de praxe no nosso Brasil, esperamos a tragédia acontecer para que algo pudesse ser feito. E sendo assim, momentos depois o governador do estado da Bahia, Jaques Wagner, pediu a interdição da arena esportiva. Desde então, lemos, ouvimos e assistimos as notícias de que estudos e levantamentos não faltaram para decretar o estado de calamidade que o estádio se encontrava e ficamos sabendo também que uma promotora pediu a interdição do estádio desde 2006.  

E sendo assim eu me pergunto: em que estado um estádio tem que chegar, para que uma parte de sua arquibancada, simplesmente rompa e caia? Parecia aquelas casas de Lego que eu odiava brincar, porque era só exercer uma pressão um pouco mais forte que tudo vinha abaixo. Também vem a cabeça, a minha experiência em estádios. Lembro-me com clareza das várias vezes (não foram poucas) que senti o Morumbi, considerado como um dos mais bem cuidados do Brasil e com amortecedores muito modernos, simplesmente balançar freneticamente, imagino eu como deveria estar a Fonte Nova naquele momento.

O brasileiro continua brincando com fogo, nossos estádios continuam em estado deplorável, os torcedores continuam sendo tratados como gado e as pessoas continuam morrendo sem que nada seja feito. Dessa vez ouso-me até a poupar os mal falados dirigentes, porque, afinal, dessa vez o Estádio é público. Mas não deixo de culpar Ricardo Teixeira, que em quase 20 anos de mandato, não conseguiu com que nossas praças de jogo contivessem o mínimo de conforto e estruturas bem cuidadas e conservadas. É o mínimo que pode ser feito para que um jogo de futebol aconteça em um local desses.

Tempos atrás, li que o Governador Jaques Wagner solicitou a Ricardo Teixeira que a Fonte Nova fosse uma das sedes de um dos jogos do Brasil nas eliminatórias para 2010. Se meses antes a Fonte Nova era capaz de receber os Galáticos Amarelinhos, por que agora ela tem que ser implodida como andam dizendo? Ah, é verdade! Sete pessoas morreram nela. 

Mas a gente fala: “Não é possível que o estádio esteja em tão péssimas condições como andam falando”. Meu amigo, após ver as fotos no site do Lance! aqui: http://www.lancenet.com.br/galeriadefotos/fontenova/ senti até um embrulho no estomago. Aquilo ali devia ter sido fechado pela vigilância sanitária e não por Engenheiros. Perto da Fonte Nova, a quadra da minha faculdade é o novo Wembley! 

Enfim, não vou nem me concentrar nos demais assuntos que circundam o da Tragédia. Sinto pena. Pena pelas vítimas, pena pelas famílias e pena pelo futebol. O melhor futebol do mundo poderia ter passado ileso dessa. Mas também não sou radical em dizer que a confirmação do Brasil como sede balançou. A França passou por caso parecido em 1992, 6 anos antes da Copa de 98. E a Copa foi um sucesso. 

Uma boa sorte a todos nos seus próximos jogos em estádios brasileiros!Já não bastasse a comida de origem duvidosa, os banheiros em péssimo estado e a violência generalizada, agora temos que tomar cuidado para não cairmos enquanto comemoramos uma vitória. 

Um beijo.

No iPod toca: Billie Jean – Michael Jackson

O tempo lá fora é de: fim de tarde nublado.





É a Copa do Mundo amigo!

5 11 2007

Fifa 2014          

Bem amigos da Rede Globo, a Copa do Mundo de 2014 vai ser mesmo no Brasil. Mas isso é bom ou ruim?        

Seguindo as minhas convicções e gostos apaixonados pelo esporte bretão, vejo tal oportunidade como única. É a chance de nosso país, de nossas cidades e do nosso futebol, darem um salto longo e promissor de qualidade.         

Mas vejo juntamente a essa chance a nós concedida – de forma fácil, diga-se de passagem -, uma grande e intransponível barreira a frente: os homens e cabeças que irão comandar esse oba-oba. Sim meninos e meninas, serão os mesmos que comandam o futebol brasileiro há mais de 15 anos, são eles, Ricardo Teixeira e sua patota limitada.

São os mesmos que esbravejam nos dias de hoje: os estádios brasileiros não tem condições de receberem uma Copa. Ora bolas colega leitor, é óbvio então dizer: Pede demissão Teixeira! Afinal foi você que impediu, ou ao menos não tentou, modernizar tais palcos de espetáculo.         

Já disse em tópicos anteriores, as minhas pequenas e convictas opiniões sobre os comandantes de nosso futebol, mas a leviandade não pode continuar nessa que vai ser a 20ª Copa do Mundo de Futebol.          

A Copa não pode ser só da CBF, a Copa é do povo, é do Brasil. Nós, brasileiros, não podemos permitir que os próximos 7 anos se transformem em momentos de pura especulação, escândalos, vucu-vucu e desvios de verba. Temos exemplos mais do que concretos que um evento deste porte pode transformar uma nação, uma cidade, um povo. Não podemos deixar tal oportunidade escapar de nossos dedos.         

Sediar uma Copa do Mundo só não é maior, talvez, que sediar uma Olimpíada. Mas creio que para nós, filhos do Brasil, a Copa do Mundo seja mil vezes mais importante.         

É a chance de modernizar nosso esporte, nossos palcos, nossa torcida. As cidades-sedes irão ganhar, as sub-sedes também, o Brasil ganha como um todo. Mas tudo isso pode ir água abaixo se nossos mentores não agirem com profissionalismo, honestidade e vontade de deixar um verdadeiro legado aos próximos que por aí virão.         

Estádios não devem ser construídos, devem ser reformados, salvo algumas exceções. Infra-estrutura deve se modernizar, nossa malha aérea deve enfim ganhar porte. São muitos os passos que devemos dar, mas passos que podem ser muito importantes para o futuro de nosso país.         

Nos próximos sete anos, vejam só, Ricardo Teixeira irá se tornar o homem mais importante do país. Governadores, prefeitos, todos irão tentar abocanhar um pedacinho da Copa. Torço, do fundo do coração, que as escolhas e decisões não sejam feitas a modo de vantagens ilícitas e ganhos impróprios e sim por capacidade técnica e qualidade dos projetos apresentados.         

O Brasil será o centro das atenções do mundo todo. Em 2014, preparem-se, o país irá parar. E o próximo presidente eleito, tem chances muito interessantes de se tornar o presidente da Copa. Afinal, as reeleições costumam acontecer. Uma boa sorte a todos.        

E espero, que quando completar 29 anos, possa assistir e presenciar a Copa do Mundo na minha casa. Mas não uma Copa do Mundo qualquer e sim a melhor Copa do Mundo que o Brasil possa produzir.         

E fiquem atentos, cabe a nós, meros mortais tupiniquins, fiscalizar e cobrar resultados convincentes e uma transparência nas negociações e contratos fechados. Repito: a Copa não é da CBF, é de todos os Brasileiros.                                              

Até 2014! Sem o Dunga no comando e o Doni no gol, por favor. 

No iPod toca: Realidade Virtual – Cidade Negra

O tempo lá fora é de: fechado e cinza