Os Melhores Momentos do Bush

14 11 2008

BUSH GERMANY

Achei essa coletânea impagável de fotos no Haznos.

 

Senhoras e Senhores, os melhores momentos do Bush em seus últimos 8 anos de governo.

 

É só clicar aqui!

 

Valeu!

Barney, the dog.

 

No iPod toca: Warehouse – Dave Matthews & Tim Reynolds

O tempo lá fora é de: bastante agradável com sol.





Fonte do Obama

12 11 2008

Mais uma do Mano Obama.

 

Agora você pode mandar os seus discursos preferidos usando a fonte oficial do presidente mais gente boa dos últimos 400 anos.

 

Aproveite! Mande para aquele seu amigo republicano!

fontebarackobama

 

Baixe aqui: DaFont

Vi aqui: Pacote 201

 

Até a próxima,

Evo Morales

 

No iPod toca: Run to The Water – Live

O tempo lá fora é de: sol gostoso.





Carlos Moreno, Bombril e Barack Obama

12 11 2008

Mais um para a série Barack Obama.

Agora, foi o titio Washington Olivetto que comandou.

 

Carlos Moreno, Bombril e Barack Obama:

 

obamabombril

 

Mais de quatro horas de maquiagem e a segunda vez que Carlos Moreno fez um presidente yankee. O primeiro foi o Bill Clinton, na época do seu namorico com a Monica Lewinsky.

 

 

Vi aqui: Pacote 201

 

Valeu!

 

Hugo Chávez

 

No iPod toca: El Carretero – Buena Vista Social Club

O tempo lá fora é de: bem agradável. Sol pela tarde.





Barney, o cachorro do Bush, morde um repórter

7 11 2008

Parece que o Barney, um Scottish Terrier que é o cachorro oficial do presidente Bush, não gosta muito de repórteres. E muito menos daqueles que tentam afagar a sua cabecinha.

 

 

Pra que SWAT Mr. Bush?

 

Qué mais? Então Toma!

 

Versão Completa:

Versão Slow: 

 

Fui!

Lassie

Site Oficial do Barney?

É só clicar aqui!

 

No iPod toca: You Can Leave Your Hat On – Tom Jones

O tempo lá fora é de: bem agradável para um churras.





Obrahma!

7 11 2008

Mais um post para integrar a febre que o novo presidente americano, Barack Obama, se tornou.

 

Demorou, já é.

obrahma

 

Até a próxima,

Jimmy Carter

 

No iPod toca: Baby Suporte – Barão Vermelho

O tempo lá fora é de: calorzinho pela manhã.





1º Discurso de Barack Obama

5 11 2008

O democrata Obama venceu o republicano McCain. O novo presidente americano, o primeiro negro a alcançar a Casa Branca, conquistou 338 votos no colégio eleitoral contra 163 do seu rival. Muito mais do que os 270 necessários para um presidente ser eleito.

 

Depois da vitória consolidada e após McCain ter aceitado a derrota, Obama se dirigiu ao palco montado em Chicago e fez o seu primeiro discurso como o novo presidente americano. Ainda não oficialmente, mas já aclamado e declarado.

 

E como o Muito Horrorshow é fera demais, você confere abaixo as duas partes da fala do democrata e a transcrição completa, você confere clicando aqui!

 

Aproveitem!

 

Um forte abraço,

Hillary Clinton

 

Parte 01:

Parte 02:

No iPod toca: O Quê – Titãs

O tempo lá fora é de: calor pela tarde.





Barack Obina for President!

5 11 2008

Barack Obama?

No! No!

 

Barack Obina?

Yeah! Yeah!

 

obina1

 

obina2

 

Fui!

Sarah Palin

No iPod toca: Live Wire – AC/DC

O tempo lá fora é de: calor gostoso.





Presidente Lula cai em pegadinha na Espanha

30 10 2008

O nosso presidente Lula caiu em uma pegadinha da televisão espanhola no período em que esteve visitando José Luis Zapatero, presidente da Espanha.

 

Há duas semanas, Lula atenciosamente atendeu aos gritos de uma brasileira que estava aguardando a sua entrada em um evento em Toledo. Dizem que a moça o perseguia durante todo o dia.

 

Ao educadamente de forma muito simpática cruzar a rua e atender os pedidos da Brasileira, Lula recebeu um presente (uma pelúcia de um desenho espanhol, um personagem que também se chamava Lula) e pegou o celular da moça. Ela dizia que o seu pai gostaria muito de falar com a Vossa Excelência.

 

Zapatero nem Lula e muito menos seus assessores sabiam que se tratava de uma pegadinha. Do outro lado da linha, um humorista famoso pelos lados de lá falava com o nosso presidente em um português carregado de espanhol. Sendo assim, trocaram uma breve conversa (menos de um minuto).

 

Nesse meio tempo, o presidente comemorou o Corinthians, mandou um abraço para o suposto pai e ainda de forma carinhosa, beijou a testa da falsa filha.

 

O vídeo? Só ver logo abaixo:

Não estou aqui para ser analista político ou expert em etiqueta frente a autoridades internacionais, mas eu gosto desse estilo de nosso presidente. Gosto dessa fuga dos padrões, dessa proximidade que ele tem com o povo brasileiro. Bem ao estilo de nosso país, a imagem que me passa é: “Pô, esse cara é gente boa!

 

Um beijo,

Itamar Franco

 

No iPod toca: Dr. Feelgood – Motley Crue

O tempo lá fora é de: bem agradável. Meio sol, meio nublado.





Condoleeza Rice and Bush – Communication Problems…

7 10 2008

Comunicação não deve ser o forte dos americanos, pelo menos entre os políticos que trabalham por .

 

Está em dúvida sobre essa afirmação?

 

É só ver o vídeo abaixo e tirar a sua conclusão divertida:

 

 

Who?! 

Valeu!

Barack Obama

 

No iPod toca: Sinner – Judas Priest

O tempo lá fora é de: bem agradável.





Marta Suplicy e o Manequim

1 10 2008

Essa daqui veio direto do BlueBus (www.bluebus.com.br), o que significa que muita gente já deve ter visto.

 

Mas como é tão sensacional, o Muito Horrorshow tem que postar.

 

Político não tem preconceito | cumprimenta até manequim de loja

 

 

Pra ver a nota na integra, é só clicar:

http://www.bluebus.com.br/show/2/86882/politico_nao_tem_preconceito_cumprimenta_ate_manequim_de_loja

Que Brad hein Dona Marta. Brincadeira bixo.

 

Até a próxima rapaziada,

Levy Fidelix

 

No iPod toca: O Mundo dá Voltas – CPM 22

O tempo lá fora é de: ventando pra caralho!





Subway Night Fever! Mind the Beer!

6 06 2008

O novo prefeito de Londres proibiu o consumo de bebidas alcoólicas no metrô. Sendo assim, no último dia antes da proibição, milhares de jovens invadiram as estações para beber uma última vez!

Resultado: 6 estações tiveram que ser fechadas, vários vagões foram danificados e 17 pessoas foram presas!

Estação (Puts-Puts-Puts) Vila (Puts-Puts-Puts) Madalena (Puts-Puts-Puts)

Veja as imagens da noitada abaixo:

Dica da Nicolle!

Um até logo,

Mel C.

No iPod toca: A Little Time – Helloween

O tempo lá fora é de: sol gostoso!





Invisible President

20 05 2008

Ai que susto!

Site original: http://images.usefulzero.com

Um opa,

Barack Obama

Dica da Zinn: http://www.tree-ideas.com ou http://www.issofoiontem.blogspot.com

No iPod toca: Semente Nativa – Natiruts

O tempo lá fora é de: Calor de Outono





Obama: The Musical

11 01 2008

A campanha presidencial na terra dos nossos amigos Yankees está pegando fogo. As prévias eleitorais, ocorrendo em cada um dos 50 estados americanos prometem diversas disputas emocionantes, principalmente do lado democrata da peleja. O clássico Barack Obama X Hillary Clinton promete ser travado e emocionante em cada um dos passos pré-confusas-e-contestáveis-eleições-americanas-bem-mais-precárias-que-a-do-Brasil (!!!).

E parece que o carismático Obama sai na frente no quesito internet. Com um site moderno, com uma identidade visual muito bem feita, vide post no www.brainstorm9.com.br e blogs para cada um das suas frentes de campanha, o presidenciável que é atualmente Senador de Illinois, angaria simpatizantes até além-mar. Visitem e confiram: www.barackobama.com .

Mas deixo aqui uma paródia bem humorada de um outro vídeo que já foi postado por aqui, você leitor freqüente deste primário blog irá relacionar. Assista aqui:

Um beijo a todos,

Osama.

Obs.: estou indo viajar, volto dia 21 de janeiro. Não morram de saudades.

No iPod toca: Onde a Dor não tem Razão – Paulinho da Viola
O tempo lá fora é de: Sol gostoso de tarde.





A Tragédia na Fonte Nova

27 11 2007

fontenova

Neste último fim de semana, o Campeão Brasileiro de 1988, o Bahia, conquistou o seu retorno à série B do Campeonato Brasileiro para o ano de 2008, exatos 20 anos após sua maior conquista. Com um empate em 0x0 contra o Vila Nova de Goiás, o tricolor baiano volta a 2ª divisão do considerado melhor futebol do planeta. 

Mas o que era pra ser um verdadeiro carnaval em Salvador, tornou-se um episódio dramático para todos aqueles que estavam comemorando no estádio inaugurado em 1951. Momentos após o final da partida – ou minutos antes disso, ninguém sabe ao certo precisar – uma pequena parte da arquibancada superior do estádio ruiu. Foi o suficiente para que dezenas de torcedores despencassem de uma altura que equivale a cinco andares. A queda resultou em 6 mortos imediatos e 1 a caminho do hospital, além de diversos feridos. 

E mais uma vez, como é de praxe no nosso Brasil, esperamos a tragédia acontecer para que algo pudesse ser feito. E sendo assim, momentos depois o governador do estado da Bahia, Jaques Wagner, pediu a interdição da arena esportiva. Desde então, lemos, ouvimos e assistimos as notícias de que estudos e levantamentos não faltaram para decretar o estado de calamidade que o estádio se encontrava e ficamos sabendo também que uma promotora pediu a interdição do estádio desde 2006.  

E sendo assim eu me pergunto: em que estado um estádio tem que chegar, para que uma parte de sua arquibancada, simplesmente rompa e caia? Parecia aquelas casas de Lego que eu odiava brincar, porque era só exercer uma pressão um pouco mais forte que tudo vinha abaixo. Também vem a cabeça, a minha experiência em estádios. Lembro-me com clareza das várias vezes (não foram poucas) que senti o Morumbi, considerado como um dos mais bem cuidados do Brasil e com amortecedores muito modernos, simplesmente balançar freneticamente, imagino eu como deveria estar a Fonte Nova naquele momento.

O brasileiro continua brincando com fogo, nossos estádios continuam em estado deplorável, os torcedores continuam sendo tratados como gado e as pessoas continuam morrendo sem que nada seja feito. Dessa vez ouso-me até a poupar os mal falados dirigentes, porque, afinal, dessa vez o Estádio é público. Mas não deixo de culpar Ricardo Teixeira, que em quase 20 anos de mandato, não conseguiu com que nossas praças de jogo contivessem o mínimo de conforto e estruturas bem cuidadas e conservadas. É o mínimo que pode ser feito para que um jogo de futebol aconteça em um local desses.

Tempos atrás, li que o Governador Jaques Wagner solicitou a Ricardo Teixeira que a Fonte Nova fosse uma das sedes de um dos jogos do Brasil nas eliminatórias para 2010. Se meses antes a Fonte Nova era capaz de receber os Galáticos Amarelinhos, por que agora ela tem que ser implodida como andam dizendo? Ah, é verdade! Sete pessoas morreram nela. 

Mas a gente fala: “Não é possível que o estádio esteja em tão péssimas condições como andam falando”. Meu amigo, após ver as fotos no site do Lance! aqui: http://www.lancenet.com.br/galeriadefotos/fontenova/ senti até um embrulho no estomago. Aquilo ali devia ter sido fechado pela vigilância sanitária e não por Engenheiros. Perto da Fonte Nova, a quadra da minha faculdade é o novo Wembley! 

Enfim, não vou nem me concentrar nos demais assuntos que circundam o da Tragédia. Sinto pena. Pena pelas vítimas, pena pelas famílias e pena pelo futebol. O melhor futebol do mundo poderia ter passado ileso dessa. Mas também não sou radical em dizer que a confirmação do Brasil como sede balançou. A França passou por caso parecido em 1992, 6 anos antes da Copa de 98. E a Copa foi um sucesso. 

Uma boa sorte a todos nos seus próximos jogos em estádios brasileiros!Já não bastasse a comida de origem duvidosa, os banheiros em péssimo estado e a violência generalizada, agora temos que tomar cuidado para não cairmos enquanto comemoramos uma vitória. 

Um beijo.

No iPod toca: Billie Jean – Michael Jackson

O tempo lá fora é de: fim de tarde nublado.





É a Copa do Mundo amigo!

5 11 2007

Fifa 2014          

Bem amigos da Rede Globo, a Copa do Mundo de 2014 vai ser mesmo no Brasil. Mas isso é bom ou ruim?        

Seguindo as minhas convicções e gostos apaixonados pelo esporte bretão, vejo tal oportunidade como única. É a chance de nosso país, de nossas cidades e do nosso futebol, darem um salto longo e promissor de qualidade.         

Mas vejo juntamente a essa chance a nós concedida – de forma fácil, diga-se de passagem -, uma grande e intransponível barreira a frente: os homens e cabeças que irão comandar esse oba-oba. Sim meninos e meninas, serão os mesmos que comandam o futebol brasileiro há mais de 15 anos, são eles, Ricardo Teixeira e sua patota limitada.

São os mesmos que esbravejam nos dias de hoje: os estádios brasileiros não tem condições de receberem uma Copa. Ora bolas colega leitor, é óbvio então dizer: Pede demissão Teixeira! Afinal foi você que impediu, ou ao menos não tentou, modernizar tais palcos de espetáculo.         

Já disse em tópicos anteriores, as minhas pequenas e convictas opiniões sobre os comandantes de nosso futebol, mas a leviandade não pode continuar nessa que vai ser a 20ª Copa do Mundo de Futebol.          

A Copa não pode ser só da CBF, a Copa é do povo, é do Brasil. Nós, brasileiros, não podemos permitir que os próximos 7 anos se transformem em momentos de pura especulação, escândalos, vucu-vucu e desvios de verba. Temos exemplos mais do que concretos que um evento deste porte pode transformar uma nação, uma cidade, um povo. Não podemos deixar tal oportunidade escapar de nossos dedos.         

Sediar uma Copa do Mundo só não é maior, talvez, que sediar uma Olimpíada. Mas creio que para nós, filhos do Brasil, a Copa do Mundo seja mil vezes mais importante.         

É a chance de modernizar nosso esporte, nossos palcos, nossa torcida. As cidades-sedes irão ganhar, as sub-sedes também, o Brasil ganha como um todo. Mas tudo isso pode ir água abaixo se nossos mentores não agirem com profissionalismo, honestidade e vontade de deixar um verdadeiro legado aos próximos que por aí virão.         

Estádios não devem ser construídos, devem ser reformados, salvo algumas exceções. Infra-estrutura deve se modernizar, nossa malha aérea deve enfim ganhar porte. São muitos os passos que devemos dar, mas passos que podem ser muito importantes para o futuro de nosso país.         

Nos próximos sete anos, vejam só, Ricardo Teixeira irá se tornar o homem mais importante do país. Governadores, prefeitos, todos irão tentar abocanhar um pedacinho da Copa. Torço, do fundo do coração, que as escolhas e decisões não sejam feitas a modo de vantagens ilícitas e ganhos impróprios e sim por capacidade técnica e qualidade dos projetos apresentados.         

O Brasil será o centro das atenções do mundo todo. Em 2014, preparem-se, o país irá parar. E o próximo presidente eleito, tem chances muito interessantes de se tornar o presidente da Copa. Afinal, as reeleições costumam acontecer. Uma boa sorte a todos.        

E espero, que quando completar 29 anos, possa assistir e presenciar a Copa do Mundo na minha casa. Mas não uma Copa do Mundo qualquer e sim a melhor Copa do Mundo que o Brasil possa produzir.         

E fiquem atentos, cabe a nós, meros mortais tupiniquins, fiscalizar e cobrar resultados convincentes e uma transparência nas negociações e contratos fechados. Repito: a Copa não é da CBF, é de todos os Brasileiros.                                              

Até 2014! Sem o Dunga no comando e o Doni no gol, por favor. 

No iPod toca: Realidade Virtual – Cidade Negra

O tempo lá fora é de: fechado e cinza