Eu corri a Nike 10k.

12 11 2007

Nike10k

Geralmente praticar exercícios físicos são frutos de ocasiões puramente impulsivas. São momentos onde você acorda com aquela vontade louca de sair correndo em volta do lago do Ibirapuera. Neste dia você tem a certeza que irá ser, a partir de agora, o mais novo e vigoroso atleta de Perdizes e região. 

Porém, esse sangue nas veias e velocidade nos pés não passa de uma semana – duas semanas no máximo para os mais persistentes. E assim sendo, após 10 dias você volta para a rotina trabalho, cinema, cerveja, guloseimas e televisão. E as ruas e seu tênis velho de corrida voltam a sentir saudades de você. 

Lembro-me de meus intrépidos professores de educação física no colegial, que costumavam dizer que para a prática constante e benéfica de exercícios físicos você deveria se inscrever em alguma prova, corrida de rua ou competição. Para assim, explorar e agredir a sua preguiça, afinal você quer e deve evitar um vexame em público e ao seu bolso, afinal você paga por volta de 60 mangos para participar de uma dessas.

E você não vai querer faltar após este investimento suado feito por seu cartão de crédito, certo? E assim, como em uma volta ao passado, fiz o que eles costumavam dizer: realizei a minha inscrição na Nike 10k, uma das mais populares e “pra-frentex” corrida de rua que podemos participar e se divertir. Fui ao site da prova: http://www.nike10k.com.br/, escolhi o meu grupo: http://blog.nikecorre.com/index.php/fuego/home/?club=fuego&cc=BR e baixei a planilha de treinos. 

Tá certo que eu não segui a risca os treinos, mas até que durante algumas noites, junto a minha namorada que embarcou nessa comigo, consegui realizar algumas passadas largas por ruas e parques. E com algumas horas – somadas – gastas, consegui voltar ao ponto de 5, 6km que conseguia completar nos meus áureos e atléticos dias. 

E após um mês de treinos mambembes, finalmente chegou o dia, domingo, dia 11 de novembro, garoa fina em São Paulo. E fazendo tudo o que não devia ser feito fui correr: saí e toquei na noite anterior, bebi cerveja, dormi tarde, perdi a hora, não me alonguei, parei longe, saí correndo e desesperado e comecei a prova na USP.

Sozinhos para dizer a verdade, pois todos os outros participantes já estavam uns 5km a frente. Em tempo: a corrida começava às 8, cheguei lá às 9. Meus antigos professores de educação física nessa hora já estavam de cabelo em pé. E assim fomos nós, eu e Heloisa, contrariando os críticos e conquistando os quilômetros que nos deparavam pela frente.

Os primeiros, para mim pelo menos, foram os mais complicados. Via-nos sozinhos, sem companheiros, muitos metros atrás e com uma preparação mequetrefe realizada por nós – até no dia da corrida. Porém me surpreendi, meu corpo me surpreendeu. A partir do 3º ou 4º quilometro, fui percorrendo os restantes com certa tranqüilidade, a passos leves e curtos é verdade, porém senti um alívio e felicidade quando consegui finalmente deparar e enxergar outros corredores azuizinhos, que outrora nos pareciam tão distantes e tão melhor preparados. 

E sim amigos e amigas, conseguimos completar a prova, sem ter caminhado por um instante sequer e a frente de alguns. Creio, que por nossas contas, finalizamos o trajeto em 1 hora e 15 minutos. Infelizmente tive que passar pela linha de chegada ao som do hino do corinthians – para alegria de Heloísa, mas isso não desanimou e nem diminuiu a minha satisfação e orgulho de si próprio por ter conquistando um desafio que me parecia tão complicado e até impossível de se realizado. 

Quanto ao evento, não tenho do que reclamar: organização impecável, apoio constante aos corredores, preocupação quanto a integridade física dos mesmos, campanha cativante e bem humorada. Enfim, a Nike 10k conseguiu agradar a todos, desde aqueles apreciadores do velho e companheiro sofá com controle remoto até aos membros do Cartel Endorfina, aqueles que sentem orgulho de suas bolhas no pé. A minha presença para 2008 já está garantida. 

E creio que essa prova, provocou em mim um sentimento e vontade de continuar correndo e melhorar meu tempo. Quem sabe não completo os 10.000 metros em menos de 1 hora na próxima prova que me inscrevi, a São Paulo Classic 10k, que será realizada no Pq. Do Ibirapuera, berço dos meus primeiros treinos. Quem vai comigo nessa?

Garanto que a sensação de dever comprido é recompensadora e nos realiza. Rompi com a minha preguiça, bati meus recordes particulares, esforcei meus músculos ociosos e me senti ganhador de uma Olimpíada sob as palmas do Staff. Franck Caldeira que se cuide.  

Um forte abraço,

Vanderlei Cordeiro de Lima 

No iPod toca: Animal Instinct – The Cranberries

O tempo lá fora é de: cinza e friozinho.

Anúncios

Ações

Information

One response

27 05 2008
karen

Oi, voce sabe a data para a Nike 10k de 2008?
os treinos já estão ocorrendo? onde ocorrem as inscrições para os treinos???
Nesse ano, estou dentro!!! se puder me passar as informações…

Obrigada!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: