Senhoras e senhores, meninos e meninas, com vocês: os Devotos da Álvaro Alvim.

18 10 2007

O Dr. Álvaro Alvim foi o médico pioneiro em radiologia no Brasil. Morto em 1928, o simpático pesquisador – que perdeu dois dedos das mãos devido aos Raios-X – formou seguidores e deu o nome a uma rua no bucólico bairro da Vila Mariana em São Paulo. Por coincidência do destino ou não, uma grande faculdade instalou-se no local, e não foi uma escola de medicina, e sim uma de Publicidade e Propaganda, a famigerada ESPM – Escola Superior de Propaganda e Marketing. Instituição que ministra um curso que talvez o renomado doutor nem soubesse que iria existir.

E nesta mesma escola, no longínquo ano de 2007, 4 alunos aprendizes de publicitários homenagearam o velho Doutor com uma banda de Samba Rock. Ritmo que com certeza o camarada Álvaro Alvim nem pensava que iria existir. Porque cá entre nós, se o Vovô Alvim conhecesse o swing do Samba Rock, ele não seria médico radiologista e sim percussionista dos Originais do Samba.

Fato é que os 4 amigos tocavam diferentes instrumentos musicais e todos eles gostavam de cerveja. A união entre os fatos não foi difícil. O intuito inicial era tocar em alguns bares, tomar uma cerveja e fazer um pouco de música. Já agora… É, é exatamente isso. Sinônimo de diversão ilimitada. Somados aos 4 amigos correntes, temos agora um quinto, de essencial presença percussionística, com o perdão do neologismo. E assim é, um amálgama entre um baterista, um baixista, um guitarrista, um violonista e um percussionista. E muitas vozes.

Mas para colocar os exatos pingos nos “is”, os jovens universitários homenagearam o famoso médico somente no nome da banda: “Devotos da Álvaro Alvim”, e não em suas performances. Afinal, eles ainda não possuíam dinheiro e cacife suficiente para disponibilizar raios lasers e máquinas de Raio-X nas entradas dos seus shows.

Alguns menos avisados podem dizer que o falecido pesquisador está se contorcendo e se debatendo no túmulo localizado no Rio de Janeiro, mas não. Os Devotos da Álvaro Alvim têm certeza de que o Doutor está sacudindo o esqueleto – literalmente – no seu descanso eterno. Afinal, ao ouvir o Melhor do Samba Rock, é impossível ficar parado. E parafraseando os nossos vovôs: “Esse balanço gostoso levanta até defunto”.

No presente momento, os Devotos tocam concomitantemente (sim, todos tocam ao mesmo tempo) em territórios diversos. Vila Madalena, Vila Mariana, Largo da Batata, sítios, cidades do interior, e onde mais você quiser. No mais, é isso aí, música, cerveja e abraços. E tem mais, com produção de Jorge Ben Jor (a única mentira deste release. A produção está por cargo deles mesmos), os meninos dos Devotos estão preparando o seu primeiro LP/K7/CD, com canções que irão mostrar com quantas notas se faz um público dançar.

Um beijo a todos,
Devotos da Álvaro Alvim

João Vicente – Violão e Voz
Eduardo Barreto – Guitarra e Voz
Rodrigo Passeira – Baixo
Guilherme Carvalho – Percussão
Bruno Brandão – Bateria e Voz

No iPod toca: Wrapped Around Your Finger – The Police
O tempo lá fora é de:
fim de tarde agradável.

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: